São Bento do Una recebe atividades do “Ouvidoria em Ação”

Data de Publicação: 26/07/2019


Distante 181 quilômetros da capital pernambucana, o município de São Bento do Una, no Agreste Meridional, recebeu nesta quinta-feira, dia 25, a programação itinerante do “Ouvidoria em Ação”. Durante todo o dia, representantes da sociedade civil, além de gestores públicos estaduais e municipais, tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre as atividades desenvolvidas pelas ouvidorias públicas e debater sobre a relevância desse trabalho para a sociedade em geral. A iniciativa foi promovida pela Ouvidoria-Geral do Estado, vinculada à Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (OGE/SCGE), e ocorreu na Escola Municipal Cônego João Rodrigues de Melo.

Antes de iniciar a programação oficial, os participantes prestigiaram a apresentação do grupo local “Música dos Sentidos”, composto por crianças, jovens e adultos com algum tipo de deficiência. Dirigidos pelo professor Paulo Ferreira, o conjunto tocou sucessos consagrados da MPB e composições próprias, mostrando que “a maior deficiência é a falta de um sorriso. Deficiência é não saber amar. Eu sou humano e tudo que preciso é a sua consciência despertar”, trecho de uma das músicas e que emocionou os presentes.

A mesa de abertura do evento contou com a participação da prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, que ressaltou a importância da realização do “Ouvidoria em Ação” no município para levar informações ainda desconhecidas pela maioria da população. “As pessoas ainda não compreenderam a necessidade da ouvidoria e da transparência pública para uma gestão democrática e cidadã. Com essas ferramentas, a sociedade pode entender o funcionamento da administração e, principalmente, as formas de controlar e cobrar um trabalho correto e eficiente”, pontuou.

“Ouvidoria: um aporte necessário” foi o tema da primeira mesa de debate. Deram sua importante contribuição a ouvidora do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Selma Barreto, e o assistente de ouvidoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), Antônio Peixoto. Na sequência, a discussão girou em torno das “Ferramentas de controle social e transparência” e do “Projeto Gestão Cidadã”, que trouxe a ouvidora-geral de Caruaru, Andréa Ribeiro, o controlador interno de São Bento do Una, Jasiel Batista, e a assessora técnica da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), Ana Nery Melo.

Já no período da tarde, fechando a programação, a secretária da SCGE e ouvidora-geral do Estado, Érika Lacet, proferiu palestra sobre “A ouvidoria como ferramenta de gestão”, onde mostrou detalhes do trabalho realizado pela Ouvidoria do Governo do Estado. “Além de apresentar o que desenvolvemos internamente, nossa proposta é mostrar à população interiorana a necessidade da participação social para a gestão pública. As manifestações que recebemos identificam problemas, apontam soluções e sugestões para algumas situações e mostram se as políticas implementadas estão indo na direção certa. Por isso, nossa missão é fomentar essa interação e, ainda, dar o suporte necessário para que todos os municípios pernambucanos tenham sua própria ouvidoria em atividade”, destacou.

Em São Bento do Una, paralelo à programação de palestras e debates, o “Ouvidoria em Ação” levou uma estrutura móvel da Ouvidoria da Secretaria de Defesa Social (SDS) para fazer a escuta ativa das manifestações da população.

PARCERIAS – Para a realização do Ouvidoria em Ação no interior do Estado, é importante destacar o apoio dos parceiros: Escola de Controle Interno (ECI/SCGE), Amupe, Associação Brasileira de Ouvidores (ABO/PE), Prefeitura de São Bento do Una, União Europeia, MPPE, ALEPE, TCE, Ouvidoria-Geral da União (OGU), Serviço Social do Comércio (SESC) e ouvidorias municipais.

CONTATOS – Independente das ações presenciais, o registro de manifestação de ouvidoria pode ser feito a qualquer tempo, basta o cidadão escolher entre os seguintes canais de comunicação disponíveis: site da OGE; telefone (162 – ligação gratuita, inclusive de celular) ou e-mail.

Material para download: