OGE participa de reunião da Rede Nacional de Ouvidorias

Data de Publicação: 11/08/2020

A diretora da Ouvidoria-Geral do Estado de Pernambuco, Elisa Andrade, e a coordenadora de Atendimento ao Cidadão, Zélia Correia, participaram, na última quinta-feira (6), da 4ª reunião Ordinária do Conselho Diretivo da Rede Nacional de Ouvidorias. O encontro, promovido por videoconferência, foi um espaço para debates sobre diversos temas, como a avaliação do Programa de Fortalecimento de Ouvidorias (Profort), a nova plataforma virtual do Conselho de Usuários de Serviços Públicos da Ouvidoria-Geral da União (OGU), concursos de Boas Práticas e de Fotografia, e o o Programa de Formação Continuada em Ouvidoria (Profoco) – com o Profoco +Rede, com possível ampliação dos treinamentos oferecidos.

A diretora reiterou a importância da participação do Estado no comitê, que se propõe buscar iniciativas que melhorem o atendimento prestado aos cidadãos, oferecendo um serviço público de qualidade por meio da ouvidoria. “Estamos sempre atentos às demandas da sociedade e buscamos o contínuo aperfeiçoamento do trabalho que realizados no Governo de Pernambuco. Fazer parte desse grupo, nos coloca sempre à frente das discussões sobre o que ocorre em âmbito nacional”, ponderou.

Além de Pernambuco, participaram da reunião online o ouvidor-geral da União, Valmir Dias Gomes, e representantes dos estados do Ceará, Distrito Federal, Amazonas e Rondônia. Esse grupo, instituído em maio de 2019, compõe o Conselho Deliberativo da rede, que tem entre as atribuições zelar pelo cumprimento dos acordos firmados em assembleia; propor o Planejamento Estratégico da Rede e o Plano Operacional; e aprovar pedidos de adesão de membros colaborativos.

ESTRUTURA – Prevista pelo Decreto No 9.492/2018, a Rede Nacional de Ouvidorias tem a finalidade de integrar as ações de simplificação desenvolvidas pelas unidades de ouvidoria dos poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, sob coordenação da Ouvidoria-Geral da União (OGU). A adesão é voluntária e garante aos órgãos ou entidades o uso gratuito do Sistema Nacional Informatizado de Ouvidorias (e-Ouv), a promoção de ações de capacitação para agentes públicos em matéria de ouvidoria e simplificação de serviços.