Ouvidores do Estado alinham procedimentos para melhor atender cidadão

Data de Publicação: 26/06/2019


Alinhar procedimentos e estratégias com a finalidade de atender, de forma ainda mais adequada, o cidadão. Com este propósito, a Ouvidoria-Geral do Estado (OGE) promoveu na manhã desta quarta-feira, dia 26, a 2º Reunião de Monitoramento da Rede de Ouvidorias do Poder Executivo estadual de 2019. O encontro, que acontece a cada três meses, é marcado pela troca de experiências entre os representantes das 62 unidades distribuídas nas secretarias e órgãos que compõem a Rede.

A ouvidora-geral do Estado, Érika Lacet, abriu a programação destacando a importância da integração de todos os envolvidos no trabalho de “ouvir” os cidadãos. “É fundamental que os ouvidores, sobretudo os que integram a Rede há pouco tempo, estejam sempre inteirados dos temas pertinentes à área, inclusive em âmbito nacional. Isso fortalece a ação das nossas ouvidorias e proporciona um atendimento mais qualificado”, ressaltou.

Durante a reunião, a explanação dos procedimentos para garantir a qualidade dos serviços das ouvidorias foi feita por Maria Luiza Trindade, coordenadora da Rede. Já a diretora da Ouvidoria-Geral do Estado (DOGE), Zélia Correia, repassou alguns pontos relevantes da 4ª Semana de Ouvidoria e Acesso à Informação, promovida pela Ouvidoria-Geral da União(OGU), no período de 13 a 16 de maio último, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). “Compartilhar os conhecimentos que adquirimos em eventos nacionais com os ouvidores de nossa Rede, para que eles também se mantenham atualizados, é uma boa prática que mantemos em nossa programação”, avaliou.

Para Giovana Prazeres, ouvidora da Secretaria de Educação e Esportes (SES), o alinhamento das informações é muito importante para o trabalho realizado pelo Governo do Estado. “Nas reuniões de monitoramento estamos sempre revendo e nos atualizando. É um momento de integração e aprendizado”, disse. Na ocasião, também foram apresentados dados estatísticos da Rede, incluindo o número de manifestações registradas de janeiro até o momento; as manifestações mais recorrentes; o índice de resolutividade; e o total de Pedidos de Acesso à Informação.

Realizada no auditório da Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE) – a qual a OGE é vinculada -, no bairro do Espinheiro, no Recife, a reunião desta quarta contou, ainda, com a participação de interlocutores de órgãos do Estado que ainda não têm ouvidoria em sua estrutura. Para eles, a equipe da OGE anunciou que haverá um novo encontro no dia 20 de agosto próximo, quando eles receberão uma capacitação especial.

CONTATOS – O cidadão que desejar realizar alguma manifestação de ouvidoria pode escolher entre os seguintes canais de comunicação: Portal da OGE (www.ouvidoria.pe.gov.br); telefone (162 – ligação gratuita, inclusive de celular); e-mail (ouvidoria@ouvidoria.pe.gov.br); ou presencialmente, com agendamento prévio, no endereço da SCGE (Rua Santo Elias, 535, Espinheiro, Recife).